Notícia

Vale a pena comprar um carro no CNPJ?

Vale a pena comprar um carro no CNPJ?

Contabilidade

É possível encontrar alguns anúncios que falam de descontos especiais para a compra de veículos pelo CNPJ, por conta disso alguns empresários optam por comprar pela pessoa jurídica, mas em que casos vale a pena comprar pelo CNPJ?

No dia dia, podemos verificar dois casos, onde:

1) O carro é realmente necessário para a empresa e vai ficar por um longo período;
2) A compra do carro é feita pela empresa, mas será para uso pessoal do sócio.

No primeiro caso a compra pelo CNPJ é mais interessante, pois não mistura pessoa física com a jurídica e o carro vai servir somente para atender as necessidades da empresa.

*Ressaltamos aqui a importância de se ter um seguro contra terceiros, pois em caso de acidente, a empresa vai ter de responder e arcar com os processos e gastos.

Para o segundo caso as desvantagens são maiores:

  • Em casos onde a empresa entra em liquidação, o juiz pode determinar o recolhimento do carro para pagar as dívidas.
  • Misturar pessoa física com a pessoa jurídica fere uns dos princípios contábeis, o da entidade, e o empresário ao depositar o valor da compra do carro na conta corrente da empresa, pode caracterizar sonegação.
  • Ao comprar o carro pelo CNPJ, ele se torna um ativo para a empresa, e esse ativo sofre depreciação ao longo dos anos, o carro por exemplo, se deprecia totalmente em apenas 5 anos, ou seja, depois desse tempo, contabilmente, esse carro não terá mais valor.
  • Em alguns casos, ao realizar a venda desse carro, a empresa terá de pagar imposto de renda.

Separamos abaixo um exemplo simples:

Valor da compra do carro: R$ 50 mil
Desconto para CNPJ: 5%
Depreciação: 20% a.a
Venda do carro: 30 mil após 4 anos

Carro:                         50.000,00
(-) depreciação:    (40.000,00)
(=) valor contábil:  10.000,00

No balanço da empresa, após 4 anos, o veiculo valerá apenas 10 mil;

Venda do carro por 30 mil:

Valor de venda:       30.000,00
(-) custo contábil   (10.000,00)
(=) lucro na venda: 20.000,00

Sobre o lucro a empresa vai ter de pagar Imposto de Renda (15%) x 20 mil = 3.000,00

Fazendo um comparativo final para esse exemplo, o custo para pessoa jurídica fica maior do que para a pessoa física:

Pessoa física:

Custo do carro - 50.000,00

Pessoa jurídica:

Custo do carro - 47.500,00
IR na venda - 3.000,00
Custo total - 50.500,00

Portanto, se a compra for feita para uso próprio, não vale a pena comprar um carro um pouco mais barato na pessoa jurídica correndo o risco de misturar os patrimônios e no final ter de pagar imposto na hora da venda, compre caso realmente a empresa necessite e for usar para o seu dia dia operacional.

Quer saber mais? acesse nosso site e nos siga nas redes, conteúdos toda semana para você empreendedor.